Notícia Retornar para página inteira

[02/01/2019] MP participa de cerimônia de posse do novo Governador de Rondônia

Institucional
Institucional

Integrantes do Ministério Público de Rondônia estiveram presentes à cerimônia de posse do Governador eleito Coronel Marcos José Rocha dos Santos (PSL) e de seu vice José Atílio Salazar Martins, ocorrida na última terça-feira (01/01), no Teatro Estadual Palácio das Artes, em Porto Velho.

O ato de posse foi realizado durante sessão solene da Assembleia Legislativa de Rondônia, que teve a sede oficial transferida para o teatro, por meio do Projeto de Resolução 139/18. A sessão foi conduzida pelo Presidente da Casa de Leis, Deputado Maurão de Carvalho, e teve a presença de Daniel Pereira, que transmitiu o cargo ao sucessor; do Procurador-Geral de Justiça em exercício, Edmilson José de Matos Fonsêca; do Vice-Presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, Desembargador Renato Mimessi; do Presidente do Tribunal de Contas do Estado, Conselheiro Edílson Sousa Silva; do Defensor Público Geral do Estado, Marcus Édson de Lima; de deputados e outras autoridades.

Ainda pelo MPRO, prestigiaram a posse o Chefe de Gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, Promotor de Justiça Aluildo de Oliveira Leite, e o Presidente da Associação do Ministério Público de Rondônia (AMPRO), Procurador de Justiça Carlos Grott.

Marcos Rocha é o 11º Governador do Estado. Em seu primeiro pronunciamento como Governador, fez agradecimentos pessoais, traçando um breve retrospecto de sua carreira e caminhada profissional. Na ocasião, também reafirmou compromissos de campanha, falando de medidas como a redução da máquina pública, da ocupação de cargos do governo por equipes técnicas e da revisão de contratos. “Podem ter certeza de que todos os projetos encaminhados à Assembleia buscarão o bem de Rondônia”, disse.

Após transmitir a faixa a Marcos Rocha, Daniel Pereira, que assumiu o Governo de Rondônia este ano, fez um discurso de agradecimento aos poderes constituídos do Estado e instituições do sistema de Justiça, a exemplo do Ministério Público de Rondônia.


Fonte: Ascom MP/RO